Contentores Lasso são suporte de comunicação para campanha da Câmara Municipal do Barreiro

A Câmara Municipal do Barreiro recorreu a 20 contentores semienterrados “Lasso”, fabricados pela Sopsa em Portugal, como suporte de divulgação de uma campanha que sensibiliza a população para temas importantes relacionados com o dia-a-dia da comunidade. Para isso, os contentores foram recondicionados com um tipo de revestimento inovador que consiste em imagens digitais impressas em grande formato, transformando os contentores “Lasso” num inovador suporte de comunicação costumizável.

A campanha foi colocada em contentores na União de Freguesias de Barreiro e Lavradio, designadamente na Urbanização dos Fidalguinhos, uma zona residencial de grandes dimensões, e nas freguesias de Santo António, Palhais e Coina. A campanha lançada pela autarquia, com ilustrações da autoria da designer Maria Bouza, abrange cinco temas específicos, com os quais pretende alertar a comunidade: os dejetos caninos; a separação do lixo nos respetivos contentores; a correta colocação do lixo em sacos e nos contentores; a recolha dos monstros (ou artigos de grande dimensão); o estacionamento indevido de viaturas que impede a passagem sendo que apenas os primeiros quatro temas foram trabalhados para este suporte de comunicação.

“A campanha foi colocada nos contentores “Lasso” instalados junto de espaços de lazer, parques infantis e estacionamentos. Com este revestimento os contentores ganharam uma nova vida, estão mais atrativos e dão uma energia muito positiva às zonas residenciais referidas ao mesmo tempo que transmitem uma mensagem importante que é vista por todos”, salienta fonte da Divisão de Resíduos da Câmara Municipal do Barreiro.

O recondicionamento foi realizado pela Sopsa, empresa líder no fabrico e comercialização de contentores enterrados e semienterrados e que lançou, em exclusivo, o “Revestimento Imagem” em Portugal. Este novo tipo de revestimento está a ter grande sucesso nos municípios portugueses que já o adotaram, como é o caso de Barreiro, Castro Marim, Guimarães, Nazaré, Reguengos de Monsaraz, Silves, Vilamoura e Vila do Conde, e outros estão já em fase de instalação, como Almada, Arcos de Valdevez e Sesimbra.