Red Bee: novo contentor enterrado para sistemas inteligentes

A Lasso apresentou na IFAT uma nova geração de contentores enterrados para gestão de resíduos sólidos urbanos, concebidos para responder às necessidades de sustentabilidade das cidades inteligentes. O novo modelo “Red Bee” surpreendeu o mercado pelo seu formato compacto e a integração com sistemas inteligentes, mantendo o foco nas suas caraterísticas de elegância, durabilidade e mínimo impacto visual.

“O “Red Bee” vem completar a linha de contentores enterrados, agora adaptados a sistemas inteligentes, resultando de um trabalho continuado na área da engenharia e desenvolvimento de novos produtos e soluções inovadoras.  É um contentor enterrado eco-friendly, desenhado com preocupações de respeito pelo ambiente, conforto para os utilizadores e máxima capacidade e robustez”, explica Pedro Martins da Costa, CEO da Lasso.

O modelo “Red Bee” é o mais pequeno contentor enterrado lassoTM, pelo que ocupa ainda menos espaço exterior. É fabricado em aço galvanizado, com opção de revestimento em resina de poliuretano que oferece grande resistências aos impactos, garantindo uma elevada durabilidade.

É um contentor de grande capacidade, disponível nas capacidades de 5 m3 ou 3 m3, com sistema de engate por argola simples, Kinshofer ou argola dupla, para elevação na operação de descarga, garantindo total segurança para o operador.

O que distingue o “Red Bee” dos restantes modelos de contentores enterrados lassoTM, é o seu tambor de deposição, em substituição da tampa, que pode ser duplo para integração com sistemas de controlo de acesso e de monitorização do nível de enchimento. Possui uma porta de acesso para grandes produtores, com chave própria para deposição de resíduos de maior quantidade, o que o torna a solução ideal para zonas de localização de unidades de restauração.

Por último, como é característico nos modelos enterrados lassoTM, este pequeno contentor de grande capacidade permite a implementação de sistemas de tarifação PAYT (Pay-As-You-Throw) e a otimização do processo de recolha, sendo fabricado de acordo com as mais exigentes normas europeias.