Sopsa celebra 25 anos de atividade

Há 25 anos atrás a Sopsa instalava os primeiros contentores semienterrados em Portugal, começando então uma verdadeira revolução na recolha de resíduos sólidos urbanos. O seu primeiro cliente e parceiro nesta caminhada de inovação no âmbito da gestão de resíduos foi a Câmara Municipal de Matosinhos, que instalou os primeiros dois contentores de 5m³, na Rua de Oslo, junto ao Centro Comercial Londres.

Os dois inovadores contentores de grande capacidade para resíduos indiferenciados foram substituir um conjunto de 10 contentores de superfície, o que revolucionou por completo o arranjo urbanístico daquela zona de deposição de resíduos sólidos urbanos, libertando espaço para os munícipes e tornando-o bem mais aprazível.

Desde então, a Sopsa tem sido pioneira em Portugal no desenvolvimento e comercialização de soluções inovadoras de contentorização para resíduos sólidos urbanos, adaptados às necessidades e requisitos das cidades modernas. Os seus produtos têm como objetivo fundamental a otimização da gestão da recolha, aumentando a sua eficiência, diminuindo custos e minimizando a poluição gerada pela atividade, ao mesmo tempo que prestam um contributo inestimável para o aumento da reciclagem dos resíduos. A qualidade no fabrico é associada à excelência no serviço pré e pós-venda prestado pela Sopsa – desde o aconselhamento na tipologia de produto mais adequada, ao dimensionamento, à formação das equipas e à manutenção dos contentores -, colocando a empresa na liderança do setor.

Dos dois primeiros contentores semienterrados instalados em Matosinhos em 1992, a Sopsa evoluiu para um parque de mais de 17.000 contentores instalados até 2017 (enterrados e semienterrados), que equivalem a aproximadamente 76,5 milhões de litros de capacidade de recolha de resíduos sólidos urbanos. Atualmente, em média, cinco contentores Lasso são recolhidos a cada minuto em cerca de 200 vilas e cidades em todo o Mundo.